Vem saber as previsões astrológicas para 2020, ano regido pelo Sol

Texto: Marta Marques, astróloga

Com a regência do astro-rei, 2020 será um ano marcado pela busca de propósito, de identificação, em que a iluminação sobre quem somos poderá acentuar nossa natureza de forma positiva ou negativa, dependendo de como a alimentamos.

TRÂNSITOS

O ano de 2020 seguirá uma tendência que já vem se desenhando desde fevereiro de 2019 quando Saturno se aproximou de Plutão, ambos em Capricórnio. Esta aproximação é lenta e vem, aos poucos, gerando uma tensão entre eles. No próximo dia 10 de janeiro, eles se encontram em grau exato (22).

Plutão, que é regente de Escorpião, está associado às transformações, à morte, ao desapego do que não nos serve mais. Saturno, regente de Capricórnio, representa nossos compromissos, responsabilidades, limites e medos. Em fevereiro Júpiter se junta a esses planetas.

Esta conjunção trará para o coletivo, de uma forma geral (pois poderíamos analisar o mapa de cidades ou país), crises profundas nas estruturas as quais estamos acostumados a conviver. Sejam materiais, emocionais, morais ou institucionais. A justiça também será questionada. 

Se essas estruturas não estiverem seguras poderão ruir ou explodir. Mas as transformações se darão ao longo deste aspecto entre estes planetas que durará aproximadamente o ano inteiro! Ou seja, não será rápida nem repentina. Além disso, poderá haver limitações tanto nas expansões profissionais quanto financeiras. Será um ano para economizar.

Ainda temos que considerar também que Urano está em Touro favorecendo a quebra de padrões (materiais e afetivos), provocando as mudanças que certamente estarão envolvidas nas transformações e reestruturações comandadas por Saturno/Plutão/Júpiter.

Essas tendências podem se manifestar individualmente de formas diferentes já que cada mapa natal receberá os trânsitos em setores da vida distintos, podendo ser mais ou menos pesado, mais ou menos favorável. Lá algo será transformado ou reestruturado.

De qualquer forma esses astros no céu estão nos mandando um recado sobre a lição a ser aprendida: 

Comprometer-se com que é realizável, não resistir às transformações, economizar, rever os conceitos. Se existe algo que não está bem estruturado em sua vida e concluir que não quer romper ou deixar para trás, então tente estabelecer acordos para se sentir seguro, seja objetivo o suficiente para cortar o que está ameaçando sua estabilidade. Seja justo. Só assim poderá passar por este período de forma firme sem ser surpreendido com perdas.

No dia 22 de março, Marte se junta ao trio (Saturno, Plutão e Júpiter). A combinação aponta para um momento muito tenso, com muita energia “cortante”, quase descontrolada. Coletivamente poderemos presenciar brigas, conflitos de autoridade, confrontos. 

Como já disse, pode ser que no mapa individual esses aspectos não tenham muita repercussão por não tocarem significativamente os mapas. Mas ainda assim, a energia estará muito forte, determinando o comportamento social de uma geração.

É prudente perceber em que área da sua vida está ocorrendo este movimento de inquietação, de crise, até de explosão. Não deixe chegar ao limite de sua capacidade de tolerância, não deixe que as emoções se depositem de forma cumulativa para evitar justamente as explosões, o rompimento de estruturas e/ou afetos de forma descontrolada, sem a presença da consciência.

Caso perceba dessas emoções se aproximando, não retarde a busca pelo esclarecimento, não esconda seus sentimentos, não deixe o medo lhe aprisionar. 

Entre maio e junho, Marte, Saturno, Plutão Júpiter começam a retrogradar (movimento somente aparente de andar para trás). Se não aprendemos a lição, então as situações e as vivências se repetem para que entendamos, de vez, o que devemos transformar, desapegar e reestruturar. Em outubro, eles voltam ao movimento direto e, com isso, nova oportunidade de acertarmos o passo.

Como se vê, 2020 não será um ano fácil! Precisamos ter disciplina, coragem e otimismo para vencermos os desafios que virão. E ainda que essas tendências não ocorram diretamente sobre nós, é bom lembrar que o que afeta a coletividade acaba por nos afetar indiretamente. Seja firme em seus propósitos, reveja o que lhe dá estrutura, economize, aceite as transformações. Passado este momento, poderemos colher os frutos de nossa atitude consciente!

Astróloga Marta Marques

ECLIPSES

Os eclipses marcam mudanças e seus efeitos repercutem em assuntos referentes aos signos onde ocorrem. Em 2020 teremos quatro eclipses lunares e dois solares.

Os eclipses lunares ocorrem na Lua cheia quando a terra se coloca entre a Lua e o Sol, encobrindo a Lua com sua sombra. 

Na Lua cheia as emoções estão sendo iluminadas pela consciência (Sol). Há um conflito entre o que deve prevalecer já que está ocorrendo uma oposição entre Sol e Lua que devem se complementar (e não disputar).

Quando ocorre o eclipse da Lua significa que as emoções podem ser percebidas já que a consciência está prevalecendo. É um momento que podemos perceber algo que a emoção não permitia e assim alterarmos padrões aos quais estamos presos. Coletivamente o eclipse lunar pode representar o “aparecimento” de algo que estava para acontecer e que agora tende a ficar visível. Há uma aceleração de eventos, pois agora prevalece a luminosidade do Sol. 

São os seguintes eclipses lunares em 2020:

Eclipse Lunar Penumbral – 10/Janeiro/2020 – não visível no Brasil

Eclipse Lunar Penumbral – 05/Junho/2020 – visível no Brasil

Eclipse Lunar Penumbral – 05/Julho/2020 – visível no Brasil

Eclipse Lunar Penumbral – 30/Novembro/2020 – visível no Brasil 

Os eclipses solares ocorrem na Lua Nova, quando Sol e Lua estão juntos, em conjunção. A Lua passa em frente ao Sol obstruindo sua luz para a terra. A conjunção entre dois astros normalmente gera tensão, pois há uma soma de energias que podem ser conflitantes.

No eclipse solar, a Lua bloqueia a luz vinda do Sol, isto é, a emoção prevalece sobre a razão ou consciência. O sol representa nosso andar para frente e a Lua, o passado. Assim muitas questões do passado ou familiar podem retornar ou vir à tona. É um momento bom para eliminarmos algo que não queremos que se repita no futuro. Coletivamente o eclipse solar pode representar manifestações de problemas sociais, institucionais e até geológicos.

São os seguintes eclipses solares em 2020:

Eclipse solar anular – 21/Junho/2020 – não visível no Brasil

Eclipse solar total- 14/Dezembro/2020 – visível parcial no Brasil

De qualquer forma é sempre bom lembrar que os eclipses têm seus efeitos sentidos durante algum tempo e não só no dia que ocorre. Alguns astrólogos defendem que seus efeitos duram até o próximo eclipse. É certo que seus efeitos começam a ser percebidos antes do dia de sua ocorrência até, pelo menos, um mês depois, na próxima lunação.

Outro ponto importante de salientar é o signo ou eixo em que se dão os eclipses. Este assunto será o tema das mudanças que podem ocorrer.

Também é de se destacar que os eclipses são mais percebidos, tanto individualmente como pelas cidades e/ou países, de acordo com seus mapas natais que revela em que setor ele pode se manifestar, principalmente se houver outros planetas fazendo aspectos (contatos) com o Sol ou a Lua, podendo servir de gatilhos.


DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui