Juliano Aguiar inaugura exposição “Estudos”

Juliano Aguiar

Texto: Cris Santos

O sotaque mineiro floresce quando o artista plástico Juliano Aguiar relembra a infância e a juventude em uma família envolvida culturalmente. Ouro Preto, por exemplo, era roteiro sempre presente. Mas sua versão artista plástico só voltou a ganhar forma mais concreta a partir da mudança para a Florianópolis, há 12 anos – a chegada por aqui foi em busca de um mestrado em literatura infantil, já formado em Letras.

No dia 7 de junho, às 18h, ele abre na Helena Fretta Galeria de Arte, no Centro da Capital, a exposição Estudos, resultado de uma pesquisa de três anos e meio a respeito de três frentes de trabalho, explicadas pelo artista:

“A primeira é a ilustração científica botânica, uma das inspirações, fiz alguns estudos botânicos e com biólogos como uma ilustração para conhecimento; posteriormente a isso eu entro no estudo cartográfico, uma cartografia náutica, os mapas, como eram feitos. Aí entra um pouco a ilha, este universo marítimo que eu conheci depois que passei a morar numa ilha; o terceiro aspecto, que completa esta tríade é o estudo social, a respeito do trabalho artesanal, de como as sociedade brasileira se articula dentro dos processos artesanais, me interessa muito”.

Na galeria, Juliano, que sempre faz óleos e aquarelas, se apresenta em variadas formas, como esculturas, em uma miscelânia de componentes, “com meu barroco, meu mineiro, até algumas obras trabalhadas em cristais, joias, pedras”, entrega. 

Texto também disponível no Instagram @acasaacom

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui