Juliana Pippi traz o mar para perto em ambiente na CASACOR SC

Foto: Mariana Boro

O mar sempre esteve próximo, sempre foi íntimo. Parte de quem é, não só paisagem para os olhos.  O mar sempre embalou seu corpo, acalmou seus dias, faz ela lembrar de respirar fundo e olhar longe, pra frente. 

A relação à beira, na faixa da areia, envolve a arquiteta Juliana Pippi por toda a vida. Ela traz essa conexão para o Loft “Pra Perto do Mar”, nesta edição da CASACOR / Santa Catarina – Florianópolis, onde recria as sensações por meio dos tons, texturas e tramas. O sentimento é de calmaria e leveza. 

“Tenho uma relação forte com o mar, com o vento e com as areias das praias. Nasci perto  dele e sempre que posso recarrego minha energia. Tenho a paisagem do mar constantemente em minha vida e em meus projetos. Costumo dizer que minha arquitetura é somente uma moldura para as paisagens dos projetos que faço. As texturas e cores das dunas, falésias e beira do mar me inspiram”, comenta a profissional. 

Layout fluido

O Loft “Pra Perto do Mar” contempla a rotina em 135m2 totalmente conectados. Cozinha e sala de banho são marcados por um grande portal arquitetônico revestido por tijolos off-white. Toda marcenaria projetada pela arquiteta exibe elementos naturais, pensados para evidenciar a sensação de frescor e leveza. Como no caso das portas pivotantes, que delimitam a sala de banho dos demais ambientes do loft. A delicadeza da palha natural reveste totalmente o “Wall Closet”. 

Na cozinha a mesa “ All White” e o Frame em granilite são de autoria da arquiteta para o loft. Parede, vigas e pilares são envolvidos por material  sustentável, o cimentício é produzido a partir do aproveitamento dos resíduos de pedras naturais. O living, aberto e fluído, revela o jogo de composição idealizado pela arquiteta. Sombras e sobreposição das tramas são projetadas nas superfícies do ambiente de acordo com a passagem de luz. Pura poesia!   

Artistas convidados como Kiolo, Victor Collor e Thomaz Velho assinam obras de arte exclusivas para o espaço. “Manuscrito” de Clara Fernandes e as obras têxteis de Pedro Luis expressam narrativas, enquanto o trabalho precioso dos artesãos da Ilha do Ferro fazem relação com as comunidades ribeirinhas .

Na curadoria do mobiliário, objetos e luminárias, Juliana apresenta peças de Domingos Tótora com uma paleta inédita no banco vereda. O designer Jader Almeida traz desenho exclusivo da bancada da sala de banho. Ana Neute, Maneco Quinderé, Guilherme Wentz, Irani Rigaud, Estúdio Iludi, Paolo Rizzatto, Larissa Diegoli, Marcelo Ligieri e a estilista Lu Andrade complementam o ambiente com suas criações.

Veja mais fotos do ambiente:

Fotos: Mariana Boro

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui